NEFROLOGIA

Tem origem no grego, onde nephros significa “rim” e logia significa “tratamento”. Nefrologia é uma área de especialização médica que tem como objetivo diagnosticar e tratar doenças nos rins e no sistema urinário. Porém o rim, têm como sua função principal manter a homeostase do organismo (condição de relativa estabilidade da qual o organismo necessita para realizar suas funções adequadamente para o equilíbrio do corpo, ou ainda a propriedade de um sistema aberto, especialmente dos seres vivos, de regular o seu ambiente interno, de modo a manter uma condição estável mediante múltiplos ajustes de equilíbrio dinâmico, controlados por mecanismos de regulação inter-relacionados), ou seja, podemos definir o médico nefrologista como o médico responsável por estudar e tratar as condições que comprometem o equilíbrio orgânico.

Portanto, o médico nefrologista não se ocupa apenas de doenças que ocorrem exclusivamente nos rins, mas também de condições e doenças sistêmicas como a hipertensão  arterial e o diabetes, mellitus, distúrbios do controle da água e  sal no organismo, distúrbios de eletrólitos e ácidos – básicos, distúrbios auto – imunes e muitas outras condições que afetem o equilíbrio orgânico. Muitas doenças e problemas abordados pela nefrologia ocorrem no néfron, a unidade anatômica e funcional do rim. Essas doenças ou condições adversas podem ser insuficiência renalcálculo renal, nefrites, infecções urinárias, hipertensão arterial. Alguns medicamentos também podem causar lesões renais.

A nefrologia é uma especialidade relativamente nova, sendo reconhecida como especialidade no Brasil somente em meados de 1960 com a criação da Sociedade Brasileira de Nefrologia, entidade científica responsável por conceder o título de especialista em Nefrologia no Brasil, após rigoroso exame para avaliação da capacitação do especialista.  No mundo, a primeira sociedade de Nefrologia foi a sociedade Francesa de Patologias Renais, fundada em Paris em fevereiro de 1949, e a sociedade Internacional de Nefrologia realizou seu primeiro encontro em setembro de 1960. No Brasil, para se formar como especialista em Nefrologia, um indivíduo precisa de 10 anos de estudo (6 anos no curso médico, 2 como residente ou estagiário em Clínica Médica  e mais 2 anos  como residente ou estagiário em nefrologia).

As areas de atuação do Nefrologista são a prevenção das Doenças Renais, o diagnóstico e tratamento da Hipertensão Arterial, infecções urinárias, as nefrites, a litíase renal (pedras no Rim), as doenças renais císticas, a Doença Renal crônica, a lesão renal aguda, e todas as terapias de substituição renal, como: hemodialise, dialise peritoneal  e o transplante renal.

No dia 14 de Março de 2019 será comemorado o Dia Mundial do Rim. Serão realizadas ações em todo o mundo com objetivo de divulgar as informações relacionadas à prevenção das doenças renais. Ao longo dos anos, essa Campanha de Prevenção tem-se intensificado, ampliando cada vez mais o número de pessoas atingidas com informações sobre prevenção e a importância do diagnóstico precoce da doença renal crônica. Para 2019, o tema do Dia Mundial do Rim será “SAÚDE DOS RINS PARA TODOS”. Neste ano o foco é ampliar o alerta às doenças dos rins para a população todos os lugares

Recomenda – se que todas as pessoas com mais de 40 anos faça pelo menos uma avaliação com nefrologista ao ano, para aferição da pressão arterial, exame de urina e dosagem da creatinina. Pessoas com história de hipertensão arterial, diabetes mellitus, nefrites, infecções urinárias na infância, ou história familiar de doença renal, devem procurar o Nefrologista com antecedência e manterem um acompanhamento mais próximo e frequente.

Bruno Henrique Graçaplena Vieira
Médico Nefrologista do Hospital de Cubatão
Fundação São Francisco Xavier